Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

Perdemos sempre com a Merkle

Olá!! Ora aqui está, a mesma saudação, o mesmo Blogger, a mesma sobremesa, não se fartam disto vocês? Isso é que é uma capacidade de resistência tremenda, venero-vos por isso.

Como não podia faltar, o Arroz Doce e Canela também terá o seu espaço dedicado ao grande acontecimento que parou o mundo. Mentira. O mundo não pára, tenham juízo.

Portugal fez uma campanha (publicitária) enorme com a sua potente Selecção de Futebol, todos os movimentos dos jogadores foram relatados em todos os media, incluindo até os pêlos faciais de Raúl Meireles (uma barba magistral que merece respeito). Criou-se um sentimento mágico num país que precisa de milagres, o país entrou numa enorme alegria, até eu senti esta "boa vibração" dentro de mim, com medo disso fui medir a temperatura do meu corpo. Tinha 37º, quase febre.

Depois de adquirmos um total conhecimento sobre todas as instalações e refeições dos nossos "super heróis ultra lendários mega nacionais", Chegou a hora de ver a grande equipa jogar!! Pois.

Gosto de Futebol, mas creio que dá-se demasiada importância a este desporto neste país, existem outras prioridades.

Não espanto meu quando vejo Portugal com extremas dificuldades em impor o seu futebol contra uma temível Alemanha, creio até que, os portugueses, nunca sentiram a realidade dura que o seu país atravessa como sofreram neste jogo. Esta simples jogata de futebol demonstrou a realidade de Portugal, a Alemanha a mandar e nós a sofrer na pele.

Uns dizem que a culpa foi do Patrício, outros do Ronaldo, vá lá que a culpa não caíu neste Blog, Portugal jogou mal, isto é um jogo de equipa, quem perde é a equipa, não são só uns, daah.

Moral da história, 4-0 já foram, que venham lá os próximos, de preferência com a alegria do samba em vez do habitual triste fado.

Ainda outra Moral da história, qualquer que seja os resultados da nossa Selecção, o fim é sempre o mesmo, Austeridade em Portugal e jogadores continuam podres de ricos

Ainda mais outra Moral da história, isto de fazer várias morais de histórias não são muito produtivas, é melhor ficarem só com uma.

Derradeira Moral da história, Portugal allez.

Benfica e a Saúde Nacional

Olááá!! Hoje é um dia em que Portugal se encontra em festa, o Benfica sagrou-se campeão nacional da "modalidade rainha", o futebol. Este país sempre foi muito apegado a este desporto, sendo esta sempre a mais importante sendo todas as outras deixadas para segundos, terceiros e até quartos planos. Mas, como é óbvio, sendo o "pé bola" um desporto com tanto destaque nacional, é normal que todo o País pare, uns celebram este grande feito enquanto e outros dois ficam à espera de outro começo.

Este dia marca muitos pela explosão de alegria que a conquista de um campeonato transmite, é um facto, muito poucos são aqueles que não se orgulham por ver o seu clube a levantar a prestigiada taça.

Mas deixando esta análise desportiva à parte, iremos focar-nos em outros aspetos importantes a referir neste dia como por exemplo: "a situação económica do País".

Não existe, como já referi, o País pára, ninguém quer saber, é o poder do futebol, é toda uma euforia que serve para criar um nevoeiro denso sobre aquilo que é a realidade, as televisões enchem-se de vermelho, não de vermelho de perigo, mas sim de vermelho de alegria e de festa.

Outro importante aspeto a referir: "a Saúde Nacional". Neste dia, as celebrações são inevitáveis para os recém campeões, todos os seus adeptos transmitem as suas emoções quer em corridas, saltos, escalagem urbana, ginástica (igualmente urbana), entre outras atividades destacadas nos jogos olímpicos. Torna-se realmente um país com um povo atleta, nem se nota a fadiga e nódoas negras devido à "porrada" que a realidade de Portugal proporciona.

A criatividade também é de louvar, existem claramente obras excepcionais trabalhadas somente para estas ocasiões, nota-se claramente um trabalho árduo e com muito rigor, é de destacar, atenção! Quer em termos de vestuário e pinturas, até mesmo a ideia de vestir o Marquês, claramente uma medida muito caridosa para com a estátua, pois esta já à muito que lá está  e durante a noite está sempre um pouco de frio.

Deixando de parvoíces, ainda bem que existem dias como estes, porque não se pode viver sempre em estado de "sobrevivência", há que apreciar o bom da vida, mesmo que sejam só uns a festejar, parabéns à felicidade, parabéns às pessoas e parabéns ao Benfica, que continuem a existir dias que melhorem a Saude Nacional, uma iniciativa que promove diversas atividades olímpicas, em busca das medalhas de ouro!!

 

Fig1. Medalhas Douradas

 

Arrebita!

Olááá, proponho uma maneira diferente de começar mais um post, dancemos, dancemos pelo calor do sol, pelos nossos amigos, pela humanidade, pela Primavera, a não ser que tenham acabado de sair do banho, pois assim podem suar e assim torna-se algo chato, perder aquele cheirinho do gel de banho da nossa pela e passarmos a cheirar a uma espécie de pneu queimado com hortaliças. Se nunca cheiraram tal mixórdia de elementos, então... Bem continuando! 

Portugal! O país que tem portugueses!! Um estereótipo desta sociedade lusitana é, sem duvida, o péssimismo. Quem nunca ouviu aquela velha expressão "o típico português"? Portugal é considerado a "cauda" da Europa, ainda tenho de estudar melhor a anatomia da geografia para perceber melhor sobre este assunto, mas a meu ver, Portugal tem mais aspecto de Pâncreas...

"O típico Português" tende a olhar o estrangeiro com uma terra de melhor qualidade do que a sua própria, os próprios portugueses tendem a autorebaixar-se, nunca vendo os aspetos positivos do seu País, os estrangeiros são uma espécie de seres ultrapoderosos com muitas mais qualidades que as Quinas, até no Futebol, um desporto muito amado em Portugal, poucas são as equipas de primeira liga com portugueses em campo...

Talvez a razão para tal deve-se ao facto de ser um país mal habituado, com um passado tão grandioso, tornou-se muito mais difícil contentar-se com certas conquistas. Portugal é uma espécie de novela que ficou encravada em que a Celeste mata a Bló, e começa a dar aquela música triste acompanhada de imagens aéreas de território português.

Até no Fado, um símbolo de mérito, património mundial, de vermelho da cor do sangue e de verde esperançoso, é cantado com angústia e mágoa, como só Camões consegue cantar.

É difícil saber o que torna Portugal feliz.

Temos uma cultura imensa, um passado respeitoso, pessoas giras, bom clima, boa comida, belas terras, muitas zonas naturais, grandes praias, lindas músicas, grandes escritores, tantos motivos para sorrir, mas no meio de tanta palha, só queremos é ser picados pela agulha.

Vamos lá Portugal. Bacalhau.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D