Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

Clima Bipolar

Oláá!! Brrr, apre! Como tem estado frio ultimamente, os ossos até doem de estarem tão gelados, as camas de manhã são os sítios mais confortáveis do mundo e as pessoas andam nas ruas todas enchouriçadas de roupas, só não sei se são farinheiras ou alheiras.

A razão para o título deste post é muito simples, só circula nas notícias que Portugal está a sofrer de um clima polar, se esse fosse só o problema estamos todos descansadinhos! Os noticiários andam descontrolados, parecem uma telenovela, existem sempre diversos temas centrais, a PT foi para o bolso da Altice, o Sócrates está em maus lençóis (peço desculpa aos lençóis da prisão de Évora) e já para não falar da favorita, o caso BES, que agora se parece uma pizza, cada uma está a tirar a sua fatia.

O verdadeiro clima em Portugal não é polar, é Bipolar! Cada dia com a sua personalidade, não conseguimos prever qual vai sar o caso que irá ter uma nova descoberta, quanto ao frio estamos decididos, é só vestir mais roupa por cima, mas nas notícias, quando esperamos ver como será o negócio da PT, atiram-nos com Sócrates, quando nos sentamos ao sofá e aconchegamo-nos para vermos o Novo Banco ser levado por chineses, Pimbas, levamos com mais uma de Sócrates! Raios partam ao Sócrates!!!

Agasalha-te bem, uma constipação bipolar é capaz de ser chata, eu nunca tive uma e felizmente já tenho 3 camisolas vestidas mais um casaco que me ajudam a proteger-me disso tudo, agora se não se importam vou ver o que está a dar na RTP, aposto que o Sócrates está a tramar alguma... Bolas! Está a dar o Croquete a falar o BES (o croquete é um salgado, eh eh).

Fig1. Sócrates Brincalhão

 

 

O Banco Mau (e Mauzinho)

Olááá!! Era mais do que evidente que tinha de aproveitar toda esta história que gira dentro de Portugal, aliás, é mais um daqueles filmes de animação que existem em ambundância, em que a história é a mesma so mudam as personagens.

Tudo começa com o nascimento das duas personagens que vão crescendo juntas, uma desenvolve uma boa ética e tem o objetivo de tornar o mundo melhor enquanto a outra ambiciona o poder... e foi assim igualmente o que aconteceu com o BES, mas de uma forma diferente (eu sei que fiz um paradoxo).

Ao que parece o BES foi divido em dois um "Banco Bom" e um "Banco Mau", o que são umas definições algo engraçadas porque este Banco não fez nada de bom ultimamente para ser um "Banco Bom", nem capacidades para ser um Acento, quanto mais um Banco!!

Pessoalmente não sou fã de Bancos no geral, parece máfias legais que controlam sociedades que, quando temos dívida que não consegue ser paga, chupam tudo o que temos e metem-nos nas Ruas, mas quando se dá o oposto, não podemos tirar-lhes (porque quem chupa são eles) o pouco que têm e ainda merecem uma oportunidade de voltarem a ser lançados no mercado, gosto desta desigualdade!!

O BES pode-se dividir naquilo que quiser, Bom, Mau, Assim-Assim, Amigo, Inimigo, Ótimo, Péssimo, mas terá sempre a mesma cara de impostor que é, porque enquanto este brincou com o seu dinheiro, é mais que provável que seja o povo a pagar aquilo que o ladrão roubou, cada vez mais este País vai de carrinho...

Porque é que não se paga dívidas daqueles que não têm em vez de pagar daqueles que tiveram? Bem, não vamos entrar aqui em debates políticos, antes que o BES Mau me apanhe.

Não sou profissional no que toca em matérias de economia de país, mas não é preciso ser muito culto quando já se sabe quem vai ser fodido, ainda mais, eu cá ainda tenho o meu dinheirinho debaixo do colchão!!
(Mas vou ter saudades da dupla Inércia e Ronaldo)

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D