Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

A Resolução do Problema

Olááá!! Saudades? É normal, um maior periodo de férias leva sempre a este sentimento que se pega e só larga quando agarramos alguém. Esta frase que acabei de escrever não deve ser aplicada literalmente com qualquer pessoa, por favor, agarrar pode ser giro mas nem sempre dá bom resultado...

Mas voltando ao tema das férias, este longo periodo do Verão, apesar de ser dos mais desejados, tem das suas desvantagens, como por exemplo, o que já referi, a Saudade ou o facto de haver tempo a mais a não ser aproveitado.

Tornamo-nos em corpos ambulantes que sofrem de calor que fazem sons do género "unfff" ou "aaaaah" ou o famoso "uqui uqui waka waka", o quê não fazes esse som? ÉS um bocado estranho... enfim.

Ufa está quente não acham? Sim, os Bloggers também sentem o calor na pele, principamente com textos que transmitem este calor no coração.

Bolas, eu sei, estas férias estão a deixar-me com menos jeito para dizer com algum sentido, com isto quero dizer sem sentido nenhum, mas provavelmente já devias de saber isso.

Bem, tocando na verdadeira causa deste Post, enquanto os problemas todos que já mencionei, a Resolução do Problema é: Os Amigos!! Tcharaaaam!! (Eu sei, a resolução do problemas é algo que se encontra no plural, logo deveria ser as Resoluções do Problema, mas se olhares para o título do Post de novo, isso já está alterado).

(Ah!, fiz-te olhar, é bem feita, não julgues os meus erros gramaticais).

Os amigos são a Resolução, sei que é uma conclusão algo óbvia, mas é a verdade, a não ser que sejas um/a indivíduo/a com muito dinheiro para gastar em diversão mas tirando isso, a amizade é a verdadeira e derradeira lutadora contra tempo de verão desperdiçado, portanto pára de ler este Post e liga já àqueles que queres passar o teu tempo, por amor de Deus o que é que te fez sequer a vir a este Blog?!

Se não tiveres amigos, cria um Blog e faz textos para outras pessoas verem, é giro!! (Eu tenho amigos, não sei se são pessoas normais, mas tenho!).

 

Fig1. Compinchas

 

Pepitas de Chocolate

Olááá!! Parece que mais uma vez o escritor está a utilizar a sua originalidade ao começar mais um post totalmente aborrecido e enfadonho, e que está a falar na 3ª pessoa do singular, bolas mas que grande besta!! Desculpem lá este momento, estava aqui um lince a escrever por mim, é uma situação chata esta dos linces, invadem os nossos espaços cibernéticos e transmitem informações em nome de outra pessoa, malditos sejam os Linces!!!

Vou só buscar um cházinho para me acalmar, espera aí, eu nem gosto de chá!! Que maçada pá, num certo ponto de vista, em gosto de ice-tea, mas toda a gente sabe que não é o mesmo... Epá não é a mesma coisa.

Vamos ao que interessa, a amizade (mas que transição de assunto magnifica), creio que chegou a altura de transmitir aos meus leitores este delicado, mas muito forte, tema. A amizade é tipo uma cena bué tipo bacana estão a ver? É ganda coisa meu. Isto é uma descrição de um típico adolescente, muito rica na utilização de palavras, dá para sentir o calor do português a correr nos ouvidos. Mas chega de estereotipar os adolescentes e de divagar, vamos falar de amizade da pesada.

Amizade, um bem essencial para os seres humanos, uma necessidade primária, uma acrescentação cromática à visão, é o cogumelo verde que dá um 1up à nossa vida, sim eu sou fã dos jogos do super mário.

Existem mais de mil milhões de pessoas neste mundo, mas muitas poucas são aquelas que são nossas amigas, não estou a falar de amigos de facebook, estou a falar de pessoas que partilham as suas bolachas com pepitas de chocolate connosco, aquelas pessoas que nos fazem felizes por apenas existirem.

Parece que não me diferencio muito do estereotipo que referi à bocado... Continuo nesta lenga lenga sem chegar a uma conclusão concreta, desculpem é um obstáculo complicado, é dificil superar algo que existe em todos nós mas que é pessoal.

Por favor não se chateiem comigo, vou tentar mais uma vez: A amizade é a chave das nossas portas interiores, epá isto soou mesmo mal, agora fiquei desmotivado...

Já chega de falar pelos cotovelos, ainda hei-de conseguir transmitir de uma forma melhor o que é esta simples palavra, os cotovelos merecem isso!!

fig1. Cookies

 

 

A Felicidade

Olááá, epá cheira mesmo mal, eu sabia que os bróculos não iam cair bem, ainda por cima quando acompanham um peixe cozido banhado em azeite, é que se forma uma mistura potente que se expande num aroma desagradável, mas chega de falar de coisas mal cheirosas.

Hoje irei começar por vos revelar uma verdade tão forte aos vossos sentidos, que até se sentiram diferentes neste mundo, algo tão simples que nunca nós reparamos... Aqui vai... O Sol é de dia e a Lua é de noite. Podem parar de ler por instantes, eu sei que esta afirmação leva-vos a entrar num mundo cheio de Filosofia, onde o preto no branco tem algumas cores no meio.

Já faz muito tempo desta minha descoberta, creio que foi a maior descoberta que fiz com poucos anos vividos no planeta Terra, planeta acompanhado com estes dois amigos, o Sol e a Lua.

Só de pensar nesta grande descoberta para mim quando pequeno, traz-me uma pequena felicidade hoje já sendo grande. Felicidade... O que é a felicidade? Para os meus óculos, felicidade é única e necessaria para as nossas vidas, é o que torna o mundo com mais cores, é o que faz abrir os nossos lábios numa grande curva acompanhada com pequenas pérolas à vista, um sorriso... tipo colgate herbal white com extratos de limão, que torna os dentes fortes e brilhantes!

Creio que a felicidade, a verdadeira felicidade, não pode ser exposta dentro de nós durante 24 horas por dia, a felicidade deve ser vivida para aqueles pequenos momentos que nos fazem apreciar um pouco mais o facto de conseguirmos respirar, de viver, estar com a família, os momentos com os nossos amigos, pessoas a baterem com a cara contra portas... São momentos lindos onde a verdadeira felicidade está dentro de nós.Quero com isto dizer que, a felicidade não implica ter os dentes à mostra a toda a hora, mas sim sorrir nos verdadeiros momentos com os nossos.
Ainda estão a ler este post? Não têm mais nada que fazer?! Vão abraçar alguém que seja precioso para vocês, não percam mais tempo a ler isto!!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D