Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

Quem Somos Realmente?

Olá. Para cada reflexão procura-se sempre uma resposta, sendo ela realizável ou não, queremos sempre uma resposta. O nosso pensamento pode ser um modo de fuga, um escape da realidade ou uma âncora que nos prende demais à gravidade do peso da vida. Pensar nunca é em vão. Pensar molda-nos e molda-os.

Não sou excepção, por vezes decido pairar na minha mente e nas estantes procuro um problema e tento simplifica-lo ou mesmo chegar a uma conclusão e enquanto penso o que será da Humanidade, surge um espelho à minha frente onde consigo ver uma reflexão exacta daquilo que sou e nisto surge uma pergunta, "quem sou eu?". Não se trata de amnésia pura, pois tenho a noção da minha identidade, mas de certa forma não sinto genuidade naquilo que vejo, é um sensação estranha.

Sei que, individualmente, só me desenvolvi a nível físico, tudo o resto com com influência ou ajuda de alguém. É assim com toda a gente, não sou nenhum caso especial. Mas isso deixa-me a meditar, como podem exigir de mim originalidade se não passo de uma mistura de valores e mentalidades que me foram impostas? Sei que não existe ninguém como eu, mas mesmo assim não me sinto genuíno.

Felizmente mantenho a calma, tudo à minha volta é resultado de cruzamentos, tenho noção disso. Começo a pensar quem é que me transformou naquilo que sou... "Família e Amigos" são as primeiras coisas que me vêm à cabeça, mas depois surgem "Filmes, Séries, Jogos, Marcas" todos estes e muitos mais criaram esta pessoa que agora escreve num ritmo filosofal. É incrível como estamos tão controlados pela sociedade. Eles conseguem fazer-nos naquilo que bem entenderem sem darmos por tal, isso deixa em mim algum receio...  "Serei mesmo eu aquilo que penso que sou?"

No entanto, não me arrependo de nada e, sinceramente, agradeço por me terem moldado desta forma. Sou feliz como sou, ou estarei iludido a pensar desta forma... Mas nada temo, sei que o tempo deixa-me experiência para seguir aquilo que desejo ser e alcançar, apenas tenho de me manter informado e não deixar-me levar por outros que desejam transformar-me para proveito próprio. Custa-me acreditar mas sei que se trata de uma grande verdade. Vivemos na palma da mão da Sociedade e assim será sempre, com valores e normas a cumprir, podemos escolher o nosso caminho mas Eles deixam os limites definidos.

Agradeço a todos que me fizeram naquilo que sou hoje, sei que não caminho sozinho e que estarão a acompanhar-me até ao fim.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D