Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

Feliz Greve!!

*Atenção, este Post contém ironia

Olá!! Está frio não está, ih ih, se está!! Felizmente hoje é dia de greve, como é tão fixe ter todo o calor humano que a carris oferece, é sempre de louvar esta preocupação para com as pessoas, vamos todos gritar "Transportes públicos! Transportes públicos! Transportes públicos! Pêlos púbicos!" Hey então!! Quem é que gritou essa ultima parte pá?! Não se pode ter aqui cantorias que abusam logo.

Sou um grande fã de greves (como já devem ter visto no blog), mal acordei e olhei para a janela, com um céu nublado, sabia que hoje ia ser um óptimo dia! Enquanto viajava no barco, passando no Rio Tejo para Lisboa, um pensamento consumia-me "Mal posso esperar para ver o metro fechado e ser abraçado na alta temperatura humano que só o autocarro consegue dar", não fiquei desiludido.

Mal meti o pé em terra Alfacinha e vi as grandes filas rabugentas e impacientes, sabia que seria uma bela manhã, senti-me como uma criança na fila de espera do carrossel, só que neste caso, o carrossel cheira a suor e está cheio de ligeiríssimo aborrecimento, não entendo porquê, as pessoas parece que preferem quando não há greve, devem ter algum tipo de demência.

Adorei simplesmente quando cheguei e não soube onde a fila acabava, senti-me um verdadeiro sherlock holmes, uma fila que fazia um zig, depois um zag, seguido de um zig e terminava em Barcarena. Minto, acabava com outro zag... Parecia o Sócrates a fazer desvios (badum tsss). Lá no meio haviam pessoas que tentavam passar à frente, vejam lá como também elas estavam ansiosas, mas as suas tentativas fracassavam e tinham de voltar para o fim da fila, pobres coitados 

Já dentro do autocarro (sentado!) tive uma viagem espectacular, provavelmente a melhor que alguma vez tive, rabos contraídos acariciavam o meu ombro, que por si estava encolhido, mas ninguém escapa ao roça-roça da carris. Existia uma velhota, ai a velhota... Teve a viagem toda a perguntar a um senhor se saía no Saldanha, mas este ou estava a dormir ou sob o efeito alucinogéno e não respondia, o azar é que ela era mesmo persistente e até lá chegar não parou de repetir a mesma coisa, parecia um papagaio loiro.

Isto foi a minha bela manhã, obrigado mais uma vez Metro, sem as tuas greves não poderia viver estes momentos, espero por mais seus malandros!! Feliz greve para todos!!

fig1. Le Metro 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D