Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

Amizade Social

Amizade, uma palavra tão simples e inocente, relata uma bela união entre sentimentos, partilha de momentos e companheirismo. Livre para todos, independentemente da fisionomia de cada um, todos podem ter um amigo.

Pode ser por defeito, mas penso que a mizade tem vindo a demonstrar uma metamorfose, por causa de veneno, radioatividade do próprio ser humano que se vem adaptando à ganância e à cegueira da avareza e da "fama". Hoje pudemos ouvir "amigo" mais vezes, mas não de forma sincera, parece que basta conhecer alguém, para ser logo um buddy, fazer amigos tornou-se mais barato, o problema é que a qualidade também baixou. Eu defendo a amizade de longo termo e nego relações a recibos verdes. Eu defendo os abraços contra apertos de mão. Eu defendo a sinceridade face à socialidade. 

A amizade deve ser algo forte, demonstrar até mesmo amor, não basta simplesmente deambular sorrisos, a empatia tem de ser mais forte que a simpatia, a dor deve ser tão partilhada como o prazer, irra! Um amigo tem de nos libertar a nossa melhor face e colocar-nos nos seus ombros quando estamos em baixo!!!

Fico frustado quando vejo tantas vezes a amizade ser tratada como exclusivo elemento social, ou pior,quando vejo a fama da socialidade tornar-se cada vez mais poderosa contra os valores clássicos da amizade... Vejo likes substituírem os risos, os tweets a afastarem as partilhas pessoais, as visualizações a vencerem o carinho e tudo o que posso fazer é indignar-me...

Creio que um dia o valor da amizade voltará a renascer, e será mais poderosa do que ser "social", por vezes é preciso perdermos algo para realmente entendermos o seu valor.

7 Coisas #Desafio

Não é que muitas coisas daqui irão ser novidade para ti, mas aqui tens ORoxo

 

7 Coisas que me encantam

1. Amizade

2. Felicidade

3. Tubarões

4. Compaixão

5. Natureza

6. Chuva

7. Mochos

 

7 Coisas que amo

1. Rir

2. Escrever

3. Pensar

4. Amigos

5. Desporto

6. Abraçar

7. Respirar

 

7 Coisas que faço bem

1. Chatear

2. Ajudar

3. Jogar Basquetebol

4. Fazer Rir 

5. Ouvir quem precisa

6. Tirar fotos

7. Ser Paciente (Oroxo pode prova-lo)

 

7 Coisas que não faço bem

1. Dançar

2. Ficar em pé

3. Tirar fotos

4. Ser normal

5. Ser Social

6. Mostrar emoções

7. Operar Pessoas

 

7 Coisas que não gosto

1. Esteves

2. Matemática

3. Ser tratado como Estúpido

4. Calduços (Passo-me completamente)

5. Saudade

6. Incompreensão

7. "Ser invisível"

 

7 Coisas para fazer antes de morrer

1. Escrever um Livro

2. Visitar Islândia

3. Amar e ser Amado

4. Corrida de Pampelona

5. Ser Feliz

6. Ser Comediante

7. Estar com um Flamingo

 

7 Coisas que mais digo

1. Não fui totalmente Honesto

2. Mas eu quero é que isso se...

3. Say whaaaat

4. Bacano

5. Não

6. Maluco

7. Clementina

 

E agora é a vez da dESarrumada!!!

 

Só para ser chato, Francisco participa aí ;)

 

Tenham Calma no Vestuário

Olááá!! Grande mês de Março, a Primavera no seu auge, acho eu, não sei bem, e já se aplica "Março Marçagão, manhãs de Inverno tardes de Verão". Eu cá não diria bem verão, porque ainda só existe um calorzito, mal dá para sentir as mão quentes, o que até é engraçado para agarrar as caras das pessoas e vê-las a fazer aquela cara de agonia curta, parece que temos algum poder, mas não, é só pouca circulação de sangue.

Fico incrédulo com pessoas, eu sei que já massacrei as pessoas tantas vezes, mas não dá para evitar, é como viver num mundo de maus exemplos, eu estou na realidade a lutar pelo bem da raça humana, massacrando pessoas. Não questiones os meus métodos. Digo isto porque parece que não se pode ver um pouco de sol que existe logo mini-roupas a vir ao de cima, é preciso controlar desejos de mini-roupa!! 17º graus continua a ser algo fresco demais para se estar a mostrar barrigas, pernas, costas, pés... Tu entendes, eu sei que todo o mundo ferve de loucura e que só vive uma vez na vida, mas depois não quero ser eu a levar com a constipação de mal agasalhados!! 

É preciso respeitar a mãe natureza, está frio, aceitemos isso, o Verão ainda tarda a chegar, eu compreendo a vontade de mostrar a pele para todo o mundo, na verdade não compreeendo, uma vez fiz nudismo na rua e não senti nada de especial e quase que fui atacado por um cão, não podem ver nada pendurado que querem logo festa, o que vale é que eu consigo correr bastante, e que o cão era uma velha. Já eu sempre ouvi "se queres fazer nudismo, vai para o Meco". Eu vou para de falar sobre isto, porque é algo ridículo....

Moral da história, toca a agasalhar, um raio de sol não equivale a uma brasa e calças de ganga nunca passarão de moda, vamos lá aproveitar a primavera como deve de ser!!!

Dia da Igualdade #2

Olááá!! Hoje é dia de trompas de Falópio, um dia em que as mulheres podem sair à rua e fazer aquilo que já fazem nos outros dias, porém, pode existir uma probabilidade de receberem flores ou prendas, o que não já não é mau de todo!

Sei que a discriminação continua a ser um problema no mundo em que vivemos, ainda existe a mentalidade que uma mulher é mais frágil e fraca que um homem. Eu nunca acreditei muito nessa análise. Acho que todos nós somos individualmente capazes de conseguirmos ultrapassar barreiras, seja com vagina ou pénis. Eu mesmo já fui derrotado por mulheres, não tenho vergonha nenhuma em admiti-lo, porque sei que não sou perfeito e existem pessoas mais capazes que em certos temas. Uma vez até fui derrotado em excesso por uma rapariga, foi durante a minha infância, tentei levanta-la, porém, ela tinha o dobro do meu tamanho, resultado, acabei de bater (como se diz em termos técnicos), com os cornos no chão e fiquei com um galo em esteróides na testa.

Posso dizer que respeito este dia mas não o considero mais especial do que qualquer outro dos 364, é verdade que a Mulher teve de lutar muito para chegar aos direitos que tem hoje, daí ter merecido um dia dedicado ao seu género, e eu espero que esses direitos se mantenham ou evoluam para um futuro melhor de igualdade, mas creio que devemos todos respeitar-nos enquanto humanos, deixando de valorizar géneros, o mais importante é sermos felizes (e bolachas), seja dia da mulher ou dia das jarras de porcelana.

Como indivíduo com zona escrotal, espero que todas as mulheres e outros escrotos passem mais um ótimo dia tal como são e com tarefas de casa repartidas. Não pode ser o homem a fazer tudo, porque provávelmente algo poderia correr mal. E mais uma coisa senhoras, evitem usar vestidos azuis/pretos ou brancos/dourados, podem gerar confusões desagradáveis.

Cuidado com Encontros de Amizade

Oláá!! Não sei como é que este Blog de qualidade questionável continua contar com diversas visualizações, parece que as pessoas andam mesmo sem nada para fazer, é que existe tanta coisa que pode entreter os leitores, como inúmeros bons Blogs na Sapoesfera, porém continuo a ter números humildes de pessoas que deixaram a sua pegada, deve ser pessoal algo esquisito... Estou a brincar como é claro!! Sei que provavelmente deves estar a dizer "eheheh que brincalhão", mas agradeço a passagem, é mais do que uma motivação saber que tenho leitores!!  Vamos ao que interessa!!

Tudo aconteceu num dia de férias de Carnaval, decidi ir almoçar a Lisboa para evitar estar em casa com uma empregada algo esquisita, não tenho nada contra a senhora, mas ela deixa-me desconfortável, sinto-me indesejado e sempre ouvi dizer "Quem está mal muda-se oh Palerma!!", e foi o que fiz, mas depois lembrei-me que a minha mãe gosta da casa limpa por isso fui chamar a mulher e fui eu embora, PARA O ARROZMOBILE!!! Não fui totalmente honesto... fui de transportes públicos, como um cidadão exemplar que se preocupa com a emissão de gazes no ambiente (e que não tem a carta, isso também deve ser levado em conta).

Depois de meia hora à espera, meti-me no autocarro e saí na estação dos Barcos. Soflusa/Transtejo, sei que tenho pessoal sulista que me entende neste momento. Foi aqui que aconteceu um momento de grande intensidade emocional... Ainda estou a recuperar depois de tanta intensidade densa de uma mixórdia de sentimentos e chouriço, digo chouriço pois tem estado frio e as pessoas agasalham-se bem.

Estava eu nas luzes da ribalta, encadeando pessoas com o meu imenso carisma, alegrando os mais rabugentos e dando vida num local cheio de impacientes, quando de repente uma senhora idosa ao pé de mim grita "MADALENA", mas isto num grito seco e curto. Cortou logo o ambiente e deixou-me num estado de espanto, e acontece que num curto espaço de tempo acontece outro berro "MARIA" e foi aí que me apercebi que estava dentro daquilo a que se chama de "Encontro de Transporte Público".Quando reparei que estava a distanciar duas pessoas amigas, decido dar um passo atrás para promover a redução de espaço (epá tanto palavreado para dizer algo simples, até eu me aborreço quando faço isso). Elas passado um bocado acabam mesmo por se juntar e mais uma vez "Francisco promove a felicidade". Só faltou existirem lágrimas de felicidade e tinhamos material para um filme Português, mas sem cenas de sexo claro, e sem palavrões... Mas isso assim não é um filme português, é mais... Uma Grande Reportagem da Sic.

Atenção, este momento foi feito por pessoas experientes, por favor não tentem isto em casa.

old-people-taking-selfies-6.jpg

fig1. Velhota a fazer um coelho com sombras chinesas 

Meia Centena de Sombras

Oláá!! Então agora gostamos de sexo abrutalhado? Ahn?Ahn? Então agora gostamos de ver cenas de reprodução com uso de chibatas e chicotes? Ai tanta gente malandra. Parece que agora o que está a dar é o filme das 50 Sombras de Grey e aviso desde já que não o vi e muito menos li os livros, tudo o que sei foi de comentários que ouvi, praticamente tudo negativo, mas o mesmo aconteceu com o Sócrates e o homem agora é uma estrela da televisão portuguesa, mesmo sem recorrer ao sadomasoquismo, e daí não sei...

A minha opinião quanto ao filme também não é muito positiva, não me interesso muito sobre este "best-seller" mundial, e não digo isto porque sou contra o sexo que aleija, mas sim porque simplesmente não vejo muito interesse na história. Consegui escrever "não" quatros vezes numa frase...

Mas também não vou estar aqui a dizer que o filme é uma porcaria ou que as mulheres andam a necessitar de atividades extra-curriculares no mundo do coito só por mostrarem interesse em ver as 50 Sombras de Grey, ou homens, porque o "tau tau" toca a todos, certo? Não precisas de responder.

Eu só queria alertar a todos aqueles que defendem fortemente a fraca qualidade do romance, eu sei que são livres para dizerem o que bem apetecer, mas cuidado quando estiverem a troçar do filme junto de praticantes sadomasoquistas, eu creio que uma luta com estes pode ser muito mais complicado do que se pode imaginar, é que estamos a falar de pessoas que dão e levam por fazer, e daí só vejo dois possíveis desenlaces, ou o "gozão" leva um enxerto enquanto a outra pessoa só diz "ah, não doeu, dá mais oh campeão", ou então o mesmo "gozão" acaba por falecer de exaustão devido ao prazer da outra pessoa. Agora que penso melhor, isto até podia ser um momento engraçado.

Fica aqui o meu conselho, cuidado com os utensílios para pessoas marotas, isso nas mão errradas pode arrancar um olho a alguém, se vires o filme, espero que valha a pena porque os bilhetes de cinema estão muito caros, cuidado a atravessar a estrada, lembra-te sempre de olhar para esquerda e direita e por fim cuidado com os latéx, pois podes ter uma alergia séria no contacto com a pele. Até à próxima!!

À Cabeçada

Olááá!! Já uma mulher no autocarro da minha humilde terra dizia num conversa com o seu telemóvel (ou smartphone como gosta o povo de dizer nos tempos que correm), "então conta lá Francisca, o que é que te fizeram", antes de mais, não quero que comeces a pensar que sou um bisbilhoteiro, as pessoas é que falam num tom algo elevado e a uma distância socialmente considerável das minhas orelhas, podia estar a ouvir belas melodias no meu Mp3 e mesmo assim não conseguia abafar o som, ora eu de Francisca só tenho o "Francisc", o que até é muito bom, não vejo porquê, mas deve valer alguma coisa, se a mulher for míope, talvez exista aqui alguma química entre nós, mas é provável não haver, às tantas ela chama-se Francisca Esteves. Neste preciso momento voltei a ganhar os sentidos e reparei que acabei de escrever uma quantidade enorme de "nha nha", mas onde é que eu queria chegar com isto tudo?! A sopa que comi devia ter Nabo a a mais, porque acabei de agir como tal, AHAHAHAHAH, ok, isto não teve graça nenhuma, até foi algo triste, desculpa...

Há dias que são simplesmente fenomenais

Já de cara limpa e sobrolho devidamente acariciado saí de casa, a rua estava fria, no ar pairava uma chuva que nem sequer molhava parvos, eu ia todo lançado para o terminal dos barcos, ia lançado porque tive de aturar mais uma greve de autocarros, (acho que já nem posso chamar isto de greves, já se tratam de birras) e estava um pouco atrasado, o que já é suficiente para pensar que irei morrer. Quando tento passar uma passadeira, uma senhora decide fazer uma curva sem parar, se não tivesse dado um salto para trás juntamente com um grito maricas, provavelmente não estaria aqui a escrever. Chateado continuei o meu caminho e logo na próxima passadeira, esperando para passar outra passadeira, outra mulher decide ir toda lançada sem parar, mas desta vez a minha reação foi mais masculina, gritei "porra" e fiz beicinho, tomem lá, embrulhem e guardem como presente para uma festa de anos de um puto chato qualquer. Posto isto pensei, ora ou tornei-me invisível ou o Axe de chocolate atrai fêmeas, mas mesmo à bruta.

Mas felizmente foi um dia normal, portanto, creio que acabou por aqui, adeeeus!! Eu vou à casa de banho mas não se preocupem, eu não vou lavar as mãos, assim não sofro, isto quando se encontram soluções a vida torna-se muito mais simples!!

Olá.

Olá. Desde já começo por pedir desculpa pelas longas esperas que te tenho feito, fiz longos interalos sem intenção na minha escrita, sinceramente, não estive motivado para tal, não porque acho tudo isto desnecessário, mas sim porque a minha veia de escritor (se é isso que me devia chamar), não tem aparecido... Não sei explicar, é doloroso chegar aqui para começar um Post e sair com uma página em branco que nem chega a ser guardada nos rascunhos. Parece que tenho de dizer aquela frase lamechas que todos conhecemos "são fases da vida".

Mais uma vez, peço o teu perdão, não devia ter deixado isto acontecer, irei tentar ser mais consistente no futuro, não é que sejam muitas pessoas e que este Blog seja a ssim tão "socialmente" importante, mas é algo que trato com muito carinho, são coisas de Bloggers, trata-se de mais uma casa.

Mais um ponto a acrescentar, estou super ansioso para o próximo dia 7 de fevereiro, Arroz Doce e Canela irá fazer 1 ano pela primeira vez!! Cá está, a estupidez que procuro. Espero preparar algo diferente para esse dia, até ao próximo Post!

Chega de Rabos

Olááá!! Hoje é um dia muito especial onde celebramos 347 dias para terminar o recente ano de 2015, até dá para sentir aquela ligeira sensação de felicidade por esta data tão especial onde o dia é passado como todos os outros, oxalá todos os dias fossem assim, a vida seria muito mais suportável e agradável a todos, não achas? Desculpa não consigo ouvir-te. Mas valeu a pena o esforço, mantém a cabeça erguida e continua a ser quem tu és, porque ninguém te pode deitar abaixo se continuares a apostar em ti mesmo, és capaz de grandes coisas e de alcançar grandes metas!! Estás à espera do quê?!! Ah pois é, isto é um Blog...

Olááá!! Todos nós temos um, cada um com o seu tamanho e personalidade, uns destinados ao conforto, outros para a sedução e outros só porque sim, estou a falar nada mais nada menos do que: O Rabo. Sei que estás em estado de choque pois acabas-te de descobrir que vais ler um Post sobre os músculos não tão importantes do ser humano, mas sempre traquinas. Se fores um leitor menos atendo, passo a explicar, o rabo existe desde sempre, porém, creio que só passou mesmo a ganhar a sua importância durante o século XVIII quando se deu a revolução industrial, ou então numa outra época qualquer onde se começou a achar agradável apreciar glúteos.

A razão para trazer este tema é muito simples, o meu gato hoje decidiu fazer de mim um colchão. Senti-me algo ofendido pois já decidi que no caso de ser um objecto de conforto, seria uma cadeira e não um mero colchão, tenho ambições e este gato ainda me vai dar cabo disto tudo! Enquanto estava no conforto da minha cama, jogando no meu smartphone, ele decide deitar-se em cima de mim de rabo virado para a minha cara e, para quem não sabe, um rabo de gato visto de frente parece-se com um frango com pêlo. Pára de achar isso um momento fofo. Isto não é caso para "Awww", pois isto veio a repetir-se sempre que estive deitado, estou farto de ver traseiros felpudos!! A minha sorte é a moda do "wiggle wiggle" ter passado à história, pois aí é que estava feito ao bife, já não basta estar a ver um rabo de gato a abanar-se, ainda tinha de ver o resto...

Agora acabei de ler tudo o que escrevi e acabei de ver que escrevi mesmo algo sobre um rabo. Este Blog está cada vez mais a atingir níveis épicos. Se estás a ler e tens um rabo, não o sentes em cima de pessoas, vou parar por aqui pois é impossível escrever isto sem que comece a tornar-se estranho... Não me venhas com essa conversa, eu bem sei como são as mentes de hoje em dia!!

cat-butt3.jpg

Fig1. Exemplo de uma pessoa de rabo grande a experimentar calças de ganga

 

 

 

Mas Qual Menino?!

Oláá!! As mulheres são chatas. Pronto, acabei de libertar toda uma fúria de femininistas, mas antes de começarem aí a dar coices a todo o indivíduo portador de hortas, eu passo a explicar o porquê de afirmar tal coisa. Epá já me pontapearam um testículo, irra, que maçada,ou tomatada neste caso.

Já cheguei a escrever sobre uma conversa extremante irritante que quase me levou a praticar o múltiplo homicídio, bem, recentemente apanhei com um momento muito semelhante, eu diria até algo mais aborrecido, só de pensar até começo a piscar o olho esquerdo descontroladamente, agora tenho uma senhora à minha frente que pensa que me estou a fazer a ela... Por favor mãe, sai daqui, eu só estava a ter um tique nervoso.

A razão para esta conversa ser mais chata é somente pelo simples facto do transporte público em que estava ser um barco, ao contrário da outra que foi num autocarro. O barco é sempre pior porque são 20 minutos a aturar aquelas alminhas. Eu não uma pessoa que fica a escutar conversas, quando as oiço é porque é mesmo inevitável, por mim até fugia!!

Estava eu então navegando pelas marés do rio tejo, desejante por chegar a casa, quando duas mulheres, ou então, pessoas não homens (para não chatear novamente as femininistas), sentam-se atrás de mim e começam no seu dever social, dialogando sobre um assunto que lhes era extremamente peculiar. Tratava-se de uma colega de trabalho que faltava a um ritmo constante e até alucinante pelo que entendi!! Pronto foi só isto. 20 minutos só a falar de uma pessoa que falta. É fenomenal, é preciso muita força de vontade para falar de outros por quase meia-hora, porém, têm o direito de o fazer, mas o que realmente me chateou foi o ciclo da conversa. Tudo aquilo não passava de um processo de reciclagem constante, até as palavras eram as mesmas, pareciam duas papagaias encravadas, se é que isso existe...

Transcrevendo agora um pouco a conversa, irei inventar dois nomes pois não sei a identificação das coisitas, suponhamos que sejam a Vagita e Mijita, passo então a citar:

 

Vagita - Epá ela já faltou 24 vezes, por causa do menino
Mijita- Então o que é que o menino tem?
Vagita- Sempre que está com uma doença, ela diz que não pode ir por causa do menino
Mijita- Mas o menino sofre de alguma coisa?
Vagita- Não sei, mas ela não pode faltar 24 vezes por causa do menino
Mijita- Pois mas o que é que se 'tá a passar com o menino?
Vagita- O menino deve estar cheio de gastroenterite
Rapaz- AAAAAAAAAH, PORRA PÁ
Vagita - O que foi isto?!
Mijita - Foi o menino à nossa frente, coitado, deve estar a passar um mal bocado...

 

Pronto, talvez as ultimas falas não tenham existido, mas "cum caroço", estive quase para gritar e sair do barco, a nadar sempre conseguia abafar o som daquelas chaleiras. Nunca eu pensei que a palavra "menino" pudesse ser tão irritante, se apanhar esse menino na rua dou-lhe um pontapé nos testículos!! Sou capaz de não o fazer, é que no fundo sou boa pessoa e isso não seria muito ético... Mas dou um pontapé nos testículos da mãe dele, talvez assim ela falte menos vezes e eu consigo ter uma viagem de barco sossegado!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D