Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

Madrid capital de Portugal

Olááá!! Hoje aconteceu algo caricato, sou Português e vivo em Portugal, a capital do meu país é Lisboa. Eu sou um indivíduo que mora na margem sul e para me deslocar para a grande capital uso o barco como meio de transporte para atravessar os 7 mares, ou seja, o rio Tejo.

Hoje foi um dia em que decidi visitar Lisboa, mas após uma viagem de 20 minutos, deparo-me num ambiente estranho, oiço muito poucas palavras em português e vejo a cidade repleta de espanhóis, daí retirei uma conclusão, a corrente do rio levou-me até Madrid em vez de me deixar em Lisboa, acontece a todos, deve ter sido do vento.

Ao entrar em plena cidade castelhana, o patriotismo espanhol destacou-se, a população gritava Madrid e festejava pela sua cidade, nunca vi tanto gosto em festejar a sua cidade. Mas mais para dentro da cidade vejo um local igual à praça do comércio assim como a estátua de D.José I, não estava em Madrid, estava mesmo em Lisboa!! Havia estrelas montadas em todo o lado e as ruas repletas de camisolas brancas e outras vermelhas listadas, uma euforia total!!

Mal havia espaço para circular em Lisboa, a cidade foi conquistada por Espanha, tanta festa, à lá Madrid, à lá Madrid, mas qual Madrid, eu quero é Lisboa de volta!! 

Atravesso o "terreiro del paço" e chegando ao Rossio, a abundância de Espanhóis mantinha-se, não me recordo de ver tantas personagens em plena capital portuguesa.

Deixando "el rossio" decidi apanhar o metro nos Restauradores, jamais tinha visto uma estação do metro tão cheia, ainda pensava eu que na Baixa Chiado o metro vinha cheio (pessoas que usem o metro irão entender), Madrid continuava a ser a palavra mais ouvida e quando chega o metro (incrivelmente cheio), eu e os restantes tivemos de entrar naquela lata de sardinha, espremendo-nos como Limões. Foi uma experiência diferente, existe muito contacto físico e assim as pessoas podem criar laços de intimidade, já para não falar na segurança, era impossível alguém cair, os espanhóis têm jeito para serem air-bags, em vez de joelheiras irei dar preferência em ter um espanhol para proteger as minhas rótulas.

Quando saí do metro, desisti de estar enlatado e montei-me num unicórnio e voar para fora, mas depois deu-me uma comichão no pé e fui dar um mergulho, porque os limões não são vegetais. Desculpem, este vento faz-me mal ao cérebro. É melhor ir comer uma canja.

*atenção, eu sei que se tratava da Champions, não pensem que sou um "tchico totozito"

 

Fig1. Champions de Lisboa 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D