Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arroz Doce e Canela

Arroz Doce, trata-se de um Blog com o objectivo de ser lido, tal como todos os outros... Mas o que distingue este mero espaço cibernético dos restantes é basicamente o facto do autor ser um bocado, digamos... esquisito... Mas que gosta de vós!!

Arrebita!

Olááá, proponho uma maneira diferente de começar mais um post, dancemos, dancemos pelo calor do sol, pelos nossos amigos, pela humanidade, pela Primavera, a não ser que tenham acabado de sair do banho, pois assim podem suar e assim torna-se algo chato, perder aquele cheirinho do gel de banho da nossa pela e passarmos a cheirar a uma espécie de pneu queimado com hortaliças. Se nunca cheiraram tal mixórdia de elementos, então... Bem continuando! 

Portugal! O país que tem portugueses!! Um estereótipo desta sociedade lusitana é, sem duvida, o péssimismo. Quem nunca ouviu aquela velha expressão "o típico português"? Portugal é considerado a "cauda" da Europa, ainda tenho de estudar melhor a anatomia da geografia para perceber melhor sobre este assunto, mas a meu ver, Portugal tem mais aspecto de Pâncreas...

"O típico Português" tende a olhar o estrangeiro com uma terra de melhor qualidade do que a sua própria, os próprios portugueses tendem a autorebaixar-se, nunca vendo os aspetos positivos do seu País, os estrangeiros são uma espécie de seres ultrapoderosos com muitas mais qualidades que as Quinas, até no Futebol, um desporto muito amado em Portugal, poucas são as equipas de primeira liga com portugueses em campo...

Talvez a razão para tal deve-se ao facto de ser um país mal habituado, com um passado tão grandioso, tornou-se muito mais difícil contentar-se com certas conquistas. Portugal é uma espécie de novela que ficou encravada em que a Celeste mata a Bló, e começa a dar aquela música triste acompanhada de imagens aéreas de território português.

Até no Fado, um símbolo de mérito, património mundial, de vermelho da cor do sangue e de verde esperançoso, é cantado com angústia e mágoa, como só Camões consegue cantar.

É difícil saber o que torna Portugal feliz.

Temos uma cultura imensa, um passado respeitoso, pessoas giras, bom clima, boa comida, belas terras, muitas zonas naturais, grandes praias, lindas músicas, grandes escritores, tantos motivos para sorrir, mas no meio de tanta palha, só queremos é ser picados pela agulha.

Vamos lá Portugal. Bacalhau.

Regadores Urbanos

Tó Zééé!!! Como é que é?!! És um baranabé!!! Olarilólé!!! Desculpem, não sei o que acabou de acontecer, tenho muitos momentos destes, são algo assustadores para quem os presencia, mas em fim, a vida continua. A vida é um processo inconstante.Gera uma mixórdia de sentimentos. Queijo.

Este Blog tem perdido alguma essência no que toca a momentos premiscuos do ser Humano, creio que voltou a hora de divulgar mais sobre este assunto. Hoje irei falar sobre um público densamente desenvolvido na sociedade portuguesa, os Regadores Urbanos, e agora passo a explicar o leitor que se encontra algo confuso, falo eu das pessoas que generosamente regam o solo de Portugal com a sua saliva, lançam gosmas para o chão.

Não sei quem criou este habito de cuspir para o chão, deve ter sido um Nélson (atenção não quero ofender a comunidade Nelsoniana, é só para tornar o texto engraçado), que achou o chão um sítio perfeito para libertar a sua ranheta, como quem atira tinta para uma tela, só que a diferença é que um deles pode ser giro...

Existem verdadeiros profissionais neste mundo de cuspidura, conseguem puxar o seu ranho até à boca, fazendo um som semelhante de uma motoserra de fraca qualidade, e libertar uma vasta quantidade de nojeira viscosa, até se houve o "splash" quando isto embate no chão. Desculpem tenho de ir beber água. Tenho sede.

Não sei a razão para isto acontecer, eu pessoalmente prefiro o chão seco, não sou um Regador Urbano, não aprecio o chão com gosma, mas creio que estes devem divertir-se quando aplicam as suas capacidades, pois após cuspirem com tremenda vontade, o prazer em ver pessoas com caras de quem come um limão ao seu lado, deve ser muito revigorante e giro.

A profissão que mais especializada neste tipo de arte é o jogador profissional de futebol, é uma habilidade tremenda que estes evidenciam, conseguem regar um campo inteiro sem recorrer ao uso da "água", também usar água para regar é algo ridiculo. Ainda hão de chegar aqueles que urinam na rua. Ah. Esses tambem já existem. Realmente o ser humano é muito forte em expulsão corporal. 
Agora vou andar de unicórnio e não, não vos deixo andar nele. 
 

O Rato Ucraniano

Olááá!! Preparados para mais uma introdução totalmente sem nexo e enquadramento com o tema do texto? Realmente nisto apresento grandes qualidades, não me tomem por convencido, aliás, não há orgulho nenhum em lançar temas para o ar à espera que chovam (aqui está uma demonstração do criativo verbo "chuver"). Bem agora fiquei algo triste, consegui ter a habilidade de reprimir a minha própria habilidade, apresentei aqui sem dúvida um momento de dupla personalidade, como se fosse uma espécie de Fernando Pessoa mas um bocado mais fraquinho...

Agora por este momento, irei refletir sobre um tema da atualidade, em vez de algo bacôco e aleatório, irei falar sobre a situação atual entre a Rússia e a Ucrânia (atenção, o escritor é conhecido pela sua escrita palerma, não esperem muito do que vem aí...)

Durante o tempo da União Soviética, países como a Russia e a Ucrânia estavam todos unidos, mas durante 1991, esta "União" veio a dissolver-se dando assim a independência de vários países (sendo um deles a Ucrânia). Ora com o passar dos anos, a Ucrânia veio a ser governada por "amigos russos", estando assim virados de costas para a velha Europa, e criam assim as suas estratégias de Desenvolvimento.

Mas com a entrada deste novo Governo ucraniano, que está mais voltado para Oeste, veio a chatear um bocado os negócios dos Russos, que fizeram assim uma espécie de birra e agarraram-se logo à região da Crimeia (um ponto estratégico para os negócios russos, aliás, se não houvesse dinheiro envolvido, seria somente estúpido).
Mas aqui é que entra a parte gira, perante a indignação Europeia, que prepara sanções para os soviéticos, a Russia apresenta uma razão infalível pela sua invasão, razão esta que se trata do seguinte: "O rato roeu a rolha da garrafa do rei da Russia". Aqui está, desta é que o Euro não estava à espera, foi uma espécie "toma lá morangos" da ofensiva Russa, pois ao que tudo indica, o rato era de origem ucraniana, e a Crimeia tem capacidade para ser uma rolha, basta investir na cortiça portuguesa, os russos se teimarem nesta sua teoria nós portugueses tiramos bom proveito disso!! Ninguém gosta quando se faz uma anexação da sua rolha não é?
Sei que neste momento o leitor encontra-se desiludido pois pensava que poderia tirar algum proveito deste post, mas o escritor bem avisou. Amendoins.

Pepitas de Chocolate

Olááá!! Parece que mais uma vez o escritor está a utilizar a sua originalidade ao começar mais um post totalmente aborrecido e enfadonho, e que está a falar na 3ª pessoa do singular, bolas mas que grande besta!! Desculpem lá este momento, estava aqui um lince a escrever por mim, é uma situação chata esta dos linces, invadem os nossos espaços cibernéticos e transmitem informações em nome de outra pessoa, malditos sejam os Linces!!!

Vou só buscar um cházinho para me acalmar, espera aí, eu nem gosto de chá!! Que maçada pá, num certo ponto de vista, em gosto de ice-tea, mas toda a gente sabe que não é o mesmo... Epá não é a mesma coisa.

Vamos ao que interessa, a amizade (mas que transição de assunto magnifica), creio que chegou a altura de transmitir aos meus leitores este delicado, mas muito forte, tema. A amizade é tipo uma cena bué tipo bacana estão a ver? É ganda coisa meu. Isto é uma descrição de um típico adolescente, muito rica na utilização de palavras, dá para sentir o calor do português a correr nos ouvidos. Mas chega de estereotipar os adolescentes e de divagar, vamos falar de amizade da pesada.

Amizade, um bem essencial para os seres humanos, uma necessidade primária, uma acrescentação cromática à visão, é o cogumelo verde que dá um 1up à nossa vida, sim eu sou fã dos jogos do super mário.

Existem mais de mil milhões de pessoas neste mundo, mas muitas poucas são aquelas que são nossas amigas, não estou a falar de amigos de facebook, estou a falar de pessoas que partilham as suas bolachas com pepitas de chocolate connosco, aquelas pessoas que nos fazem felizes por apenas existirem.

Parece que não me diferencio muito do estereotipo que referi à bocado... Continuo nesta lenga lenga sem chegar a uma conclusão concreta, desculpem é um obstáculo complicado, é dificil superar algo que existe em todos nós mas que é pessoal.

Por favor não se chateiem comigo, vou tentar mais uma vez: A amizade é a chave das nossas portas interiores, epá isto soou mesmo mal, agora fiquei desmotivado...

Já chega de falar pelos cotovelos, ainda hei-de conseguir transmitir de uma forma melhor o que é esta simples palavra, os cotovelos merecem isso!!

fig1. Cookies

 

 

Dia da Igualdade

Olááá!! Hoje comemora-se o Dia da Mulher, seres humanos portadores de clítoris têm a honra de celebrar um dia destinado ao seu género, é um "periodo" algo importante na humanidade, desculpem não resisti, não volta a acontecer...

As Mulheres existem à tanto tempo neste mundo como os homens, mas tiveram a sua importância e respeito reconhecido à menos tempo. Estamos a falar de seres humanos colocados à parte na sociedade durante muito tempo, sem os mesmos direitos, como se tratassem de "bichos" para reprodução, como se existissem somente para dar contínuidade à existência do Homem. Felizmente conseguiram trabalhar e batalhar pelos os seus direitos  e reconhecimento, merecendo assim partilhar com os homens o direito de viver numa sociedade.

Tudo isto faz-me respeitar imenso o sexo oposto.

É um facto que vejo uma união tremenda entre vaginas quando um pénis fala mal do seu género, o pénis em si sofre uma espécie de comentários em defesa do sexo feminino que assemelha-se a uma chuva de meteoritos, é um facto, eu vejo com os meus próprios olhos!

A mulher, apesar de ter menos história que o homem, tem uma grande força para viver e tenho a certeza que terá muitos sucessos na sociedade, sem dúvida, têm raça, são trabalhadoras e têm menos pêlos.

Foi essa união que veio a desenvolver um papel entre os homens, a ganhar respeito, passou a haver igualdade de direitos e é basicamente o que este dia transmite, a igualdade de direitos.

Espero que fiquem por aí, na igualdade de direitos e que não tentem criar todo um exército cor-de-rosa para dominar o mundo e castrar todos o homens do planeta, eu não quero ser castrado, por favor.

Portanto feliz dia da Igualdade para todas vocês, mulheres e que consigam fazer a Humanidade evoluir como portadoras do cromossoma X, viva a todos nós, seres humanos!!

Tenho que me ir assoar.

 

fig1. poder cor-de-rosa

 

 

Canela com Doce Arroz

Olááá Bananas! Desculpem é depois do Carnaval, ninguém leva depois a mal, também não creio que ser chamado pelo nome de uma fruta não é algo assim tão ofensivo, ofensivo seria mais algo do género "és uma Banana Podre numa Pereira", aí sim, esta afirmação já desencadeia toda uma mixórdia de sentimentos enraivecidos, pois não só o indivíduo foi alegadamente chamado de um ser podrido como igualmente foi tratado como uma espécie de mutante, pois aparenta encontra-se num sítio onde as suas características físicas não enquadram no perfil tipo. Estamos esclarecidos? O que é que acabei de escrever? Mas o que é isto? Como podem ver, com esta técnica assimilo-me ao próprio leitor criando assim uma relação de semelhança ou mesmo só de tolice. Hoje esteve um dia simpático. Aposto que muitos humanos vêem o sol como o regresso ao uso de alpargatas, pessoalmente nunca calcei algo do género, mas acho o nome engraçado, alpargatas.

Já agora, este será um post algo diferente, pois será só mesmo para enxovalhar ou como se usa mais no vocabulário urbano, avacalhar.

Avacalhar, tenho de admitir que sou muito bom neste aspeto, não me tomem por gabarolas, porque essa palavra rima com "ora bolas" e porque tenho toda uma capacidade, quer fisico-motoras quer psicológicas para colocar qualquer humano numa situação de confusão e maçadora, é muito giro quando tal acontece. Alpargatas.

Todo o ser humano gosta de avacalhar, por mais bonzinha que seja uma pessoa, é sempre giro confundir alguém, apenas num sentido de diversão e de pouca duração claro, pois quando a pratica do avacalho se torna muito duradoura torna-se exaustiva e aborrecida.

Conclusões com o texto de hoje, isso deixo à mente do leitor que gastou 3 minutos da sua vida a ler este texto em vez de plantar uma árvore ou assim, depois admiram-se que este planeta não avance!!

fig1. Alpargatas

 

Pestana no Olho

Elaaah!!! Desculpem, assustei-me. Olááá! Cara ou Coroa? Calhou Cara, porque por mais valiosa e tentadora for a coroa, a cara é que recebe a atenção, porque tem a curva mais bela do ser humado, o sorriso :) Agora que cativei um pouco da atenção do/a leitor/a atravez desta frase algo lamechas irei falar num tema que tem gerado muita indignação e que dentro de meses irá ser debatido no parlamento português, as pestanas nos olhos, pronto posso ter exagerado quando disse que criava indignação, talvez tem gerado somente algum aborrecimento.

É algo que me tem atormentado desde da minha infância, é um momento muito chato, aquela comichão imensa que surge junto da íris é uma sensação de um corpo estranho na nossa visão. A capacidade da dita pestana se colocar em pontos estratégicos chega a ser um fenómeno de grande ousadia.

Para o indivíduo mais sensível, é extremamente complicado de remover um pêlo de pálpebra do devido olho, é necessário toda uma coordenação específia para proceder à remoção em si, falo por experiência própria pois já senti os dois lados deste momento maçador, é necessário proceder a um conjunto de movimentos para desviar a pestana para o canto do olho mais próximo do nariz e daí tentar puxar essa aberração da nossa visão (quando retirada, sente-se imediatamente um alívio enorme, um renascer na sociedade humana).

No que toca ao ser humano mais experiênte, basta um ligeiro toque na córnea onde a pestana se encontra, é um processo mais fácil mas que requer alguma coragem para quem não está acostumado a mexer nos olhos.

Com isto apelo a todos o que sofre de queda de pálpebras, por favor, juntem-se, unidos seremos mais fortes e iremoes terminar com as pestanas nos olhos, "não turves a visão, tira a pestana com a mão"!!

Fim. 

 

Leitores de Canela

Olááá, hoje farei um post diferente, será dedicado a todos aqueles que lêem este Blog, sim, a vocês leitores. O Arroz Doce e Canela faz hoje 1 mês mais 1 dia de existência, ainda me lembro quando comecei este simpático Blog, apenas com a mera vontade de criar algo com a minha escrita mais alegre, um meio para me descontrair, cheguei a fazer 5 textos sem fazer a divulgação da existência do mesmo a alguém, era apenas algo só meu.

Quando finalmente decidi que este Blog merecia ser revelado, a reacção dos leitores foi positiva, não sei se pela qualidade ou só por mera pena e consolação, mas a verdade é que  me senti muito satisfeito. 

Hoje o Blog tem 300 visualizações, é uma conquista algo inesperada, não acreditava em alcançar tanta popularidade em tão pouco tempo e tudo graças a vocês, vocês são a verdadeira canela deste Arroz Doce, obrigado por este mês e um dia positivo!!

Uma curiosidade que gostava de esclarecer, neste meu Blog consegui obter visualizações de varios países não contando com o meu, Portugal, países esses que foram, Estados Unidos, Alemanha e Polónia, nunca esperaria obter visualizações internacionais, espero que consiga dar-vos alguns momentos de descontração (e de apatia e aborrecimento) a todos vós fora de Portugal.

Bem para me despedir, gostava de agradecer mais uma vez a todos os leitores do Arroz Doce e Canela, é muito importante para mim que a vossa resposta tenha sido tão positiva, com estes resultados, a minha motivação aumenta ainda mais para continuar a publicar textos sem nenhum interesse ao ser humano, Obrigado a todos!!!


Já agora, se achas que devo melhorar alguma coisa neste Blog ou se basicamente queres-te apresentar como um dos indiferenciados com este Blog comenta!! Eu não mordo!! A não ser que sejas uma bolacha, aí sim eu mordo...

 

Tropeções

Olááá, então o que é que se passa, pareces algo amedrontado, ah, o título do texto... Não te preocupes, os monstros não existem literalmente. Isto seria o que qualquer pessoa iria dizer para acalmar o estado nervoso de alguém, mas visto que sou eu, tenho de negar tal afirmação, os monstros existem, portanto se tens medo destas coisas é melhor ires buscar um peluche e enroscá-lo à tua cara, podes ir, eu espero...

Já está? Boa! Espero que não seja um ursinho, é que isso já está muito batido, toda a gente agarra-se a ursinhos, é ridiculo, os ursos são macabros, armam-se em fofinhos mas comem o mel todo e se estivermos distraídos ainda acabam por nos comer, não quero ser comido por um urso, ainda por cima chama-se teddy, acho que o nome para urso devia ser Raúl (atenção não estou com a intenção de ofender a comunidade Raúliana).

VOLTANDO AO ASSUNTO. Incrível pá, sempre a distrair o escritor, assim é muito dificil viver neste mundo de posts... Por acaso uma vez vi um urso, estava sempre a espirrar sem meter a mão no metro, ai não, afinal era um camelo, às vezes confunde-se...

Tropeções, toda a gente os dá, por razões diversas, quer seja por se ser desastrado ou até mesmo por prazer, pois à quem leve a cultura de tropeçar muito a sério, são lindos os momentos em que uma pessoa começa na vertical e quando tropeça desenvolve um diálogo desde do "ora bolas" até à queda propriamente dita e acabe com um "ai chiça, carambas".

É uma arte com muitos admiradores, todos aqueles que abraçam estes momentos libertam grandes sentimentos, existem aqueles que ficam com uma expressão confusa e aterrorizada, aqueles que se sentem mal com eles próprios por verem outros caírem e claro existem os clássicos que simplesmente libertam uma felicidade própria enorme, até acontece em alguns casos as pessoas sentirem-se satisfeitas sexualmente.

Pondo isto, tenham cuidado, não tentem isto em casa, não culpem o arroz doce e canela por tentarem dar tranbulhões onde não devem! Cuidado com buracos na calçada, com lombas, esquinas, chão escorregadio, tenís com pouca aderência, superfícies irregulares, meias, limões, massas, pasta de dentes e cebolas, depois quando for ao supermercado logo compro isto, e sal, também preciso de sal!

E pronto, parece que é assim... já acabou, esperem até ao próximo, ah! Tenham igualmente cuidado com os ursos. Ainda aí estão? Não?... Vou comer um prato de sopa.

 

fig1. Urso 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D